Quinta, 18. Outubro 2018
RedGlobe Notícias
Statistics

Today: 25895

Yesterday: 27392

Since 01/06/2005: 45486508

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) ressaltou que a demissão de Pedro Parente da presidência da Petrobras é uma vitória do povo brasileiro, mas, alertou que isso não significa  ainda que será mudado a política de preços abusivos da estatal. “É a fragilização dessa política, mas ainda não é definitivamente a mudança”.

“E essa é a pressão que deve seguir após a demissão de Pedro Parente”, alertou Jandira.

Em vídeo publicado nas suas redes sociais nesta sexta-feira (1º/6), a deputada destacou que Pedro Parente e o governo de Michel Temer (MDB), fizeram da Petrobras uma agência a serviço do capital internacional. “Eles vendiam os produtos extraídos no Brasil ao preço do dólar”, pontuou.

“Permitimos que o nosso pré-sal fosse exportado cru e voltasse para nós dolarizado e com reajuste. As vezes mais de um reajuste por dia para o consumidor brasileiro. E não foi apenas no óleo diesel, foi também na gasolina, álcool e no gás de cozinha. O que é muito grave”, disse Jandira.

A deputada também comentou sobre as medidas do governo Temer para acabar com a greve dos caminhoneiros. Para garantir a redução de 0,46 centavos no litro do óleo diesel, Temer retirará dinheiro do Orçamento Geral da União (OGU). “O que ele decidiu para acabar com a greve vai recair sob as nossas costas. Ele vai tirar dinheiro da saúde, educação, segurança e de vários investimentos em políticas sociais”.

Jandira destacou que novamente o atual governo vira as costas para o povo brasileiro, para manter o lucro dos grandes empresários, principalmente dos empresários privados. “Alguns são do Brasil, mas a maioria é de fora”, pontuou.

“Nós não podemos aceitar que as saídas para resolver as greves dentro do Brasil seja manter o lucro de alguns grandes empresários, em detrimento de políticas públicas e sociais”, explicou.

Source:

PCdoB - Partido Comunista de Brasil

Real time web analytics, Heat map tracking