Terça, 21. Agosto 2018
RedGlobe Notícias
Statistics

Today: 13245

Yesterday: 29018

Since 01/06/2005: 44277172

A pré-candidata do PCdoB à Presidência da República, Manuela d’Ávila, ressaltou em vídeo nas redes sociais nesta quarta-feira (23), que a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que garante 30% do fundo eleitoral e do tempo de campanha nas televisões e rádios para candidaturas femininas pode resultar na ampliação efetiva de mulheres eleitas.

“A vida tem nos mostrado que a despeito de nós termos essa legislação que faz com que nós sejamos 30% das candidatas, nós não somos 30% das eleitas. Basta ver o baixíssimo número de pré-candidaturas presidenciais de mulheres, mesmo diante de uma crise que são as que mais são atingidas por uma política de diminuição dos postos de trabalho e das políticas públicas. As mulheres são as que mais resistem ao desmonte do Estado e ao golpe, e mesmo assim nós não temos pré-candidaturas de mulheres numerosa”, explicou a pré-candidata do PCdoB.

Para Manuela, essa decisão é uma vitória que pode gerar um impacto muito positivo. “Luto para que eu não seja sempre uma das poucas mulheres eleitas”, frisou.

Fonte:

PCdoB - Partido Comunista de Brasil

Real time web analytics, Heat map tracking