Domingo, 21. Outubro 2018
RedGlobe Notícias
feed-image RSS Feed
Statistics

Today: 22731

Yesterday: 26223

Since 01/06/2005: 45562833

Solidaritätsanzeige

O Brasil de Fato vêm a público repudiar com veemência o mandado de busca e apreensão de milhares de jornais tabloide, do Especial Eleições 2018, cumprido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) neste sábado (20), na sede do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), na cidade de Macaé (RJ).

Neste sábado (20), policiais e fiscais do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) invadiram a sede do Sindipetro-NF (Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense), em Macaé (RJ), e apreenderam exemplares do tablóide especial sobre as eleições do Brasil de Fato, assim como exemplares do Boletim Nascente, o jornal semanal da entidade.

Na tarde deste sábado (20) as cidades de Petrolina, em Pernambuco, e Juazeiro, na Bahia, sediaram o ato Semiárido pela Democracia, que atraiu 30 mil pessoas dos estados de Alagoas, Ceará e Sergipe, além de Pernambuco e Bahia. As lideranças reafirmaram a importância de retomada e aprofundamento das políticas de desenvolvimento rural voltadas para a região, que possibilitaram mudanças que se refletem nos índices sociais dos estados do Nordeste.

Depois da realização do grande ato #EleNão em 29 de setembro, centenas de milhares de pessoas voltaram a ocupar as ruas de diversas cidades do Brasil neste sábado (20), contra a candidatura de extrema direita de Jair Bolsonaro.

As manifestações ocorreram nas principais capitais do país e em outras dezenas de cidades. Ao meio-dia, o candidato Fernando Haddad realizou um ato em Fortaleza (CE), que contou com a participação de mais de 50 mil pessoas.

“Ele não! Haddad Sim!” foram as palavras de ordem que predominaram neste sábado (20) durante as manifestações que tomaram as ruas de dezenas de cidades do Brasil e do exterior.

As mobilizações reafirmaram o protagonismo das mulheres na luta pela manutenção da democracia, em apoio ao projeto de governo representado por Fernando Haddad e Manuela D’Ávila e contra o discurso de ódio disseminado pelo candidato do PSL, Jair Bolsonaro.

181028haddad manuEste sábado (20) foi dia de #BolsonaroNão – Todas e Todos pelo Brasil. Milhares e milhares de pessoas saíram às ruas em mais de 180 cidades do Brasil e do exterior com um objetivo: dar um basta ao ódio que vem sendo espalhado pela campanha de Jair Bolsonaro.

Nosso candidato, Fernando Haddad, participou do ato em Fortaleza (CE), onde estava em campanha. Ao lado de mais de 50 mil pessoas, alertou sobre a esquema de fake news montado por Bolsonaro:“Vocês devem conhecer muita gente que recebeu notícia falsa pelo WhatsApp. Muita gente se informa pelo celular. A armação deles era pra que isso terminasse no 1o turno, pra que eles não fossem descobertos, mas no 2º turno toda sujeirada deles veio à tona”.

Num sábado ensolarado e animado, que transcorre com manifestações em defesa da democracia por todo país e exterior, o candidato à Presidência da República Fernando Haddad (PT) foi recebido por aproximadamente 50 mil pessoas em Fortaleza, no Ceará.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que 49 links, incluindo contas do Facebook, YouTube e Instagram, fossem suspensos por espalhar mentiras políticas.

O TSE atendeu pedido de Fernando Haddad e da coligação O Povo Feliz de Novo. Entre as mentiras espalhadas estão coisas ridículas, como a de que Lula teria dito que o voto do cidadão baiano é fácil de comprar por apenas R$ 10 e criticando o Bolsa Família.

A Paraíba abre a caixa do medo - que havia se fechado desde a Ditadura Militar, a violência por motivação política, típica de tempos extremos - e agora é palco de vários casos de intolerância e ódio, praticados pelos eleitores de Bolsonaro. O candidato de extrema-direita, é um fremente incitador do ódio contra minorias, população negra e LGBT, e exibe como programa político, o combate à violência e o armamento avulso da população brasileira.

Real time web analytics, Heat map tracking